Alguns solos podem apresentar comportamentos geotécnicos peculiares, capazes de induzir a uma grande complexidade durante a elaboração do projeto e na própria execução de obras em seus respectivos ambientes, podendo ocasionar fenômenos indesejáveis e inconvenientes, que devem ser previstos com a maior antecedência possível, desde a fase de avaliação e mapeamento de campo, quanto na fase de investigações geotécnicas.

Dentre os principais tipos destacam-se os solos:

  • Expansivos, que apresentam grande variabilidade volumétrica quando submetidos à mudanças no teor de umidade, podendo provocar pressões de expansão em fundações, empuxos laterais excessivos em contenções e até mesmo o levantamento de estruturas, ou rupturas de taludes;

  • Colapssíveis, que perdem a sua estrutura original quando inundados e submetidos a esforços de compressão, concomitantemente, podendo provocar recalques significativos ou mesmo a ruptura de fundações;

  • Dispersivos, que apresentam elevada susceptibilidade para entrar em suspensão/defloculação na presença da água, mesmo sob gradientes hidráulicos muito baixos ou ausência de fluxo, o que tende a induzir mecanismos de erosão interna e piping de maciços terrosos;

  • Compressíveis,  que apresentam significativa redução de volume com o acréscimo de carga ao longo do tempo, podendo levar a recalques excessivos por adensamento, ou até mesmo à plastificação do próprio maciço, o qual também pode romper-se devido ao excesso de poro-pressão não dissipada;

  • Residuais, que podem apresentar estruturas reliquiares que conservam condições predisponentes para a ocorrências de acidentes, tais como planos de fraqueza, zonas preferenciais para a passagem de fluxo d'água ou acúmulo de pressão hidrostática, etc;

  •  Areias Fofas e Quick Clays, que quando saturados e submetidos a ações sísmicas, podem sofrer efeito de liquefação e tixotropia, respectivamente. 

 

1/1

Soluções de Obras Sobre Solos Adversos

Para a viabilização de obras nesses ambientes, são oferecidos os seguintes serviços:

  • Mapeamento geológico- geotécnico;

  • Plano de investigações;

  • Realização de prospecções de campo e ensaios laboratoriais;

  • Avaliação comportamental;

  • Modelagem numérica (quando possível);

  • Definição de soluções alternativas;

  • Dimensionamento de obras de estabilização e melhoria do terreno;

  • Viabilização do empreendimento desejado em tais ambientes adversos.

© 2017 por GeoENG - Consultoria Geotécnica & Projetos de Engenharia. Tel: (71) 3014-0512. E-mail: geotecnia@geoeng.in