Obras de aterros sobre solos moles apresentam elevada complexidade geotécnica, pois o subsolo pode induzir mecanismos de movimentação excessiva (recalques por adensamento) e até mesmo induzir processos instabilizadores por ruptura da fundação. Para garantir a segurança da obra, é necessário que se defina soluções de estabilização do aterro sobre os solos de baixa consistência, a partir de intervenções de melhoria do terreno, reforço da fundação, etc.

Aterros Sobre Solos Moles

As principais demandas técnicas atendidas são:

  • Definição de geometrias estáveis para o aterro;

  • Dimensionamento de reforço da fundação;

  • Soluções de melhoria do terreno;

  • Elaboração de projeto geométrico;

  • Estimativas de recalques por adensamento;

  • Avaliação da capacidade de suporte do terreno;

  • Análises de estabilidade global e local;

  • Definição de metodologia executiva.